quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Hamen: catarinenses utilizam da ficção científica no disco de estreia

(Foto: Cadu Andrade)

A banda Hamen com certeza foi uma ótima descoberta de 2019 para a equipe do Metal Etílico. Catarinenses, esta banda reuniu forças em uma produção excelente, cheia de recursos tanto musical quanto visual alçando uma sonoridade diferenciada das bandas mais tradicionais.

Instrumental alinhado e ritmo sinfônico realizando com quê certamente a banda alcance um resultado surpreendente para qualquer ouvinte. Os conceitos da ficção científica presente nas letras ficam a cargo de Arthur C. Clarke. Neste terceiro trabalho produzido por Matheus Maia, a banda contou com um dos maiores guitarristas brasileiros, Marcelo Barbosa (Almah, Angra) na faixa "The Life Has Passed". O novo álbum encontra-se disponível nas principais plataformas de streaming e em formato físico, no Brasil, na Europa e Ásia.


“A ideia sempre foi fazer com que o ouvinte pudesse emergir em um conto, fábula ou até mesmo imaginar a história de um livro ou um filme. É como uma série de 12 episódios e, em cada um deles, os personagens são apresentados. Sua evolução é contada pelas letras e as emoções atenuadas pela trilha sonora”, explica Monica Possel.

Neste disco, a Hamen investe em uma sonoridade focada no sinfônico, com mais elementos orquestrais. A partir deste trabalho a banda alcança um novo estágio da carreira, mais confiante e madura. É o caso da música “A New Beginning”, que segundo Matheus Maia, é essencial para a história do disco e traduz para o grupo o início de uma proposta promissora: “Representa a evolução do novo”, define.

A banda já pode ser considerada uma expoente para a globalização de sua música, tendo em vista todas ás canções em inglês e uma distribuição enriquecida. Sinto a falta de canções em bom português, a final estamos falando de músicos nacionais. Este é um adendo particular para a valorização de nossa língua, porém tudo depende da caminhada que a banda quer seguir, e que com certeza irá conseguir mantendo esta ótima sonoridade.

Ficha técnica do disco:

Gravado no Broadband Studio, em  Brasília, o disco "Unreflected Mirror" conta com produção fonográfica, mixagem e masterização, de Caio Duarte (Dynahead); enquanto a produção musical e os arranjos orquestrais são do Matheus Maia. Já o coro das faixas é de Caio Duarte (barítono e baixo), e Monica Posel (soprano e alto). A ficha técnica também conta com os poemas na faixa "Intimate Future (Invasive Feelings Part I)" e "Lost Feelings (Invasive Feelings Part II)", foram escritos por João Batista (JB). Já os vocais masculinos na faixa "Lost Feelings (Invasive Feelings Part II), são de Caio Duarte (barítono). Os guturais na faixa "Intimate Future (Invasive Feelings Part I) e "A New Beginning", são de Caio Duarte.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Ouvi todo o Álbum e devo salientar que a Hamen em nada deve às melhores bandas mundiais do gênero .A qualidade dos músicos aliado a voz da cantora Mônica Possel, bem como a excelência da gravação é fato notório do álbum.

    ResponderExcluir